WEB RÁDIO

domingo, 27 de fevereiro de 2011

Santa perde por 1 x 0 do Araripina e pode deixar a liderança do Pernambucano

Helder Tavares/D.A.Press
Uma noite para ser esquecida pela torcida tricolor. Com um futebol sem objetividade e nenhuma organização tática, o Santa Cruz terminou sendo derrotado por 1x0 pelo Araripina, no Arruda. O resultado inesperado pode custar caro aos tricolores. Isso porque se o Náutico vencer a Cabense, no Cabo, ou o Central ganhar do América, em Caruaru, no complemento da rodada, hoje, os corais deixam mais uma vez a liderança do Campeonato Pernambucano. Se os dois adversários diretos na luta pela primeira colocação vencerem, o Mais Querido termina a rodada em terceiro lugar.

O Santa Cruz iniciou a partida tentando se impor em campo. Dentro do Arruda e empurrado pela torcida, os tricolores pressionaram o Araripina em busca do primeiro gol ainda nos minutos iniciais. Mas a estratégia não deu certo. Isso porque o time comandado pelo técnico Zé Teodoro não tinha velocidade no toque de bola do meio de campo para o ataque e ainda contava com uma noite sem inspiração dos laterais Marquinhos e Jackson.

Além disso, o técnico Flávio Barros montou um verdadeiro 'ferrolho' com duas linhas de quatro na marcação. O resultado não poderia ser diferente. As jogadas ofensivas ficaram escassas e dos três únicos lances de perigo do Santa Cruz na etapa inicial, dois foram em chutes de fora da área com Jeovânio e Weslley.

O futebol do Santa Cruz só começou a melhorar quando Zé Teodoro sacou o terceiro volante Marcus Vinícius para a entrada de Natan, ainda aos 30 do primeiro tempo. O garoto incendiou a partida e dos seus pés saíram as principais jogadas do time. Rápido, ele começou a municiar o veloz Landu e por pouco eles não fizeram a jogada que poderia configurar o gol Tricolor, mas Gilberto errou a finalização.

Após um primeiro tempo abaixo da média, o técnico Zé Teodoro decidiu tirar Jackson para a entrada do estreante Têti no intervalo. Com isso, Weslley foi para a ala. A alteração não mudou em absolutamente nada o jogo. Pelo contrário. O Araripina ganhou espaço em campo e só não abriu o placar com Léo Olinda porque o atacante cabeceou por cima do gol de Diego Lima.

Com facilidade no toque de bola, o Bode não demorou muito para abrir o placar. Aos 16 minutos, Léo Olinda recebeu na esquerda e cruzou rasteiro para Serginho Baiano entrar em velocidade na área e chutar para o fundo das redes do goleiro Diego Lima.

Atrás do placar, o Santa Cruz tentou partir para o ataque em busca do empate, mas estava totalmente desorganizado, sem meio de campo, sem laterais e com um ataque inoperante. Para piorar, o meia Têti sentiu uma lesão muscular desde os 20 minutos e precisou permanecer em campo porque o tricolor já tinha realizado todas as alterações.

No final do confronto, o Santa Cruz pressionou o Araripina, que terminou a partida com apenas dez jogadores em campo, pois o zagueiro Alex Xavier foi expulso. Porém o gol não saiu. A torcida não perdoou e vaiou os jogadores.

Ficha do jogo

Santa Cruz

Diego Lima; Jackson (Têti), Leandro Souza, André Oliveira e Marquinhos; Jeovânio, Cléber (Rodrigo Gral), Marcus Vinícius (Natan) e Weslley; Landu e Gilberto. Técnico: Zé Teodoro.

Araripina

Adson; Romário, Alex Xavier, Oliveira e Janílson; Gideon, Marcelo Pitbul, Odilon (Serginho) e Marcelinho (Evaldo Bahia); Léo Olinda e Serginho Baiano (Marcelo Paraíba). Técnico: Flávio Barros.

Local: Arruda. Árbitro:Gleydson Leite. Assistentes: Pedro Wanderley e Wilton Lins. Gols: . Serginho Baiano (A). Cartões amarelos: Jeovânio (S), Serginho, Gideon e Alex Xavier (A). Cartões vermelhos: Alex Xavier (A). Público: 14.036. Renda: R$ 93.270.



Fonte: DIARIO DE PERNAMBUCO.

Nenhum comentário:

Postar um comentário