WEB RÁDIO

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Náutico leva goleada e está praticamente eliminado

Foto:Ricardo Fernandes

Atuando de forma apática e dominado em durante toda a partida, o Náutico foi derrotado pelo Vasco por 3 x 0, na noite desta quarta-feira, nos Aflitos. Com o revés, o primeiro do Timbu após 12 jogos em casa nesta temporada, apenas uma vitória por quatro gols de diferença classificará o time pernambucano na Copa do Brasil no jogo de volta, no próximo dia 27, em São Januário, no Rio de Janeiro. Ou, então, vitórias por três gols de diferença a partir de 4 x 1. Para isso, o time comandado por Roberto Fernandes precisará de algo mais, pois a partida que abriu as oitavas de final mostrou uma grande disparidade técnica entre as duas equipes, apesar de o Vasco ainda não ter brilhado em 2011. Agora, o Náutico volta a focar o Estadual, tendo o clássico contra o Sport, no domingo, também em casa. 

O Náutico tentou impor uma blitz nos primeiros minutos da partida. Antes do relógio marcar 60 segundos, o Timbu já havia criado duas boas chances. Apesar da empogalção, puxada pela torcida, o Náutico encontrou um Vasco solto em campo, buscando bastante o ataque, principalmente através do veloz Eder Luís, e se aproveitando de falhas na defesa pernambucana.

Aos 11 minutos, o primeiro susto. Fellipe Bastos cobrou uma falta pelo lado esquerdo com muito efeito e o zagueiro Dedé acertou o poste na cabeçada. Num 4-4-2, com dois meias de criação (Felipe e Diego Souza), o Vasco chegou a envolver os comandados de Roberto Fernandes em vários momentos, enquanto os três atacantes alvirrubros seguiam distantes do restante da equipe, sem ação.

Dominado, o Náutico só voltou a finalizar aos 23 minutos, quando Ricardo Xavier tentou "efeitar" o lance após cruzamento de Airton. Aquele lance, no entanto, foi só um lampejo, pois os contragolpes vascaínos seguiam encontrando uma zaga sem marcação definida. De tanto tentar, o Vasco acabou abrindo o placar, aos 32 minutos. Diego Souza cobrou escanteio pelo lado esquerdo e Dedé cabeceou novamente na trave, mas dessa vez ela quicou dentro do gol.

Logo depois, Fellipe Bastos arriscou de fora da área e acertou mais uma vez o poste timbu. No fim da primeira etapa, vaias. A pressão da torcida foi justificada pela produção abaixo da média. Em finalizações, 12 x 4 a favor do Vasco.

Na volta do intervalo, Roberto Fernandes abriu mão do esquema, tirando Kieza e colocando o volante Elton, tentando deixar o time mais precavido. Não conseguiu. Logo aos 6, o Vasco ampliou. Eder Luís cruzou rasteiro e Alecsandro, em posição irregular, empurrou para as redes. A derrota poderia ter sido ainda mais elástica, tamanha tranquilidade do time carioca, com bom futebol. Foram inúmeras chances entrando na área, chutando de longe etc.aos 48, Bernardo, filho do ex-ídolo do Sport, Hélio Doido, acertou uma bela cobrança de falta e fechou a goleada.



FICHA TÉCNICA

0 Náutico
Douglas; Derley, Wescley, Walter e Airton; Everton, Elicarlos (William), Eduardo Ramos; Kieza (Elton), Bruno Meneghel (Rogério) e Ricardo Xavier. Técnico: Roberto Fernandes

2 Vasco
Fernando Prass; Alan, Dedé, Anderson Martim e Ramon; Rômulo, Fellipe Bastos, Felipe (Jumar) e Diego Souza; Alecsandro (Leandro) e Eder Luís (Bernardo). Técnico: Ricardo Gomes

Local: Aflitos. Árbitro: Célio Amorim (SC). auxiliares: Rosinei Hoffman (SC) e Thiago Gomes (CE). Gols: Dedé e Alecsandro (V). Cartão vermelho: Elton (N). Cartões amarelos: Elicarlos, Walter (N); Rômulo e Alecsandro (V). Público e Renda: não divulgados




Da redação do DIARIO DE PERNAMBUCO.

Nenhum comentário:

Postar um comentário