WEB RÁDIO

terça-feira, 12 de abril de 2011

Recompensa de até R$ 2 mil por informações do assassinato de radialista

Imagem: Divulgação/Policia Civil
O Disque-Denúncia está oferecendo uma recompensa de até R$ 2 mil por informações que levem à prisão dos suspeitos de assassinarem o radialista e apresentador de televisão Luciano Leite Pedrosa, de 46 anos. Todas as denúncias recebidas serão repassadas à Delegacia de Vitória de Santo Antão. Quem tiver informações sobre o caso na Região Metropolitana do Recife pode ligar para 3421.9595 ou à central do Disque-Denúncia no Agreste, que abrange as outras regiões do estado, pelo (81) 3719.4545. O anonimato é garantido.

A polícia já tem as características fundamentais para identificar o suspeito que executou o radialista e apresentador de TV Luciano Leitão Pedrosa, 46 anos. A vítima foi morta com um tiro na cabeça, no sábado, em Vitória de Santo Antão, a 51km do Recife. O crime aconteceu sete dias após a pacata cidade da Mata Sul ter vivido outra tragédia, quando um homem invadiu uma casa, estuprou duas jovens, matou uma delas e um rapaz. Hoje, o governador Eduardo Campos estará no município para participar do programa Todos por Pernambuco.

Ontem, a polícia divulgou o retrato falado do homem que aguardava o suspeito de ter atirado no radialista, do lado de fora do estabelecimento onde houve o crime, e o ajudou a fugir numa moto. Até o fechamento desta edição ninguém havia sido preso. A polícia espera que a partir desse retrato falado o assassino seja identificado e capturado. Sob pedidos de justiça, o corpo de Luciano foi sepultado na manhã de ontem, no Cemitério de São Sebastião. Parte do comércio fechou as portas. Muitas escolas também liberaram os alunos e funcionários. A principal hipótese relacionada ao crime está ligada às denúncias policiais que o apresentador fazia durante seus programas na rádio e na TV Vitória. A suspeita de crime político, devido a sua ligação com a frente oposicionista, está praticamente descartada.

O delegado Alfredo Jorge, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa, assumiu as investigações do caso. Ontem, ele passou o dia na cidade. Imagens de câmeras de segurança da prefeitura, no entorno do restaurante, foram analisadas. “As imagens foram importantes para identificarmos os suspeitos, já que eles não estavam encapuzados nem usavam capacete”, disse Alfredo Jorge.

Por enquanto, a polícia não deu detalhes das características do suspeito de atirar no apresentador. “Um retrato falado foi produzido, mas uma das testemunhas não o reconheceu como sendo o assassino. Por isso, descartamos a imagem. O que podemos afirmar é que ele é magro e tem entre 25 e 30 anos”, disse a delegada de Vitória de Santo Antão, Maria Betânia Tavares. Já o comparsa que pilotou a moto Titan, de cor azul, durante a fuga, teve a imagem produzida pelo Instituto Tavares Buril, a partir de testemunhas que estavam próximas à churrascaria. No sábado, dois homens chegaram a ser detidos como suspeitos do crime, mas foram liberados.
Apesar de o apresentador ter declarado várias vezes que sofria ameaças de morte, até mesmo durante seu programa, a delegada Maria Betânia afirmou que ele nunca quis prestar queixa na delegacia. “Ele não acreditava que isso pudesse acontecer”. Amigos contaram que, pouco antes do carnaval, Luciano havia recebido um telefonema afirmando que ele não estaria vivo durante a folia. O presidente da câmara de vereadores de Vitória, José Aglailson (PSB), dono da TV Vitória, disse que o crime foi uma surpresa. “Ele nunca me falou das ameaças”, declarou. 

Saiba mais sobre o retrato falado do suspeito:

Nome não identificado

Características:
Pele parda clara
Olhos pequenos de cor preta
Nariz grande e meio achatado
Boca média com lábios grossos
Orelhas figurativas
Sobrancelhas pretas e grossas
Rosto retangular e afilado
Cabelos cheios, na cor preta
Altura entre 1,70 m e 1,75 m
Idade entre 27 e 30 anos



Da redação do PERNAMBUCO.COM

Nenhum comentário:

Postar um comentário