WEB RÁDIO

domingo, 24 de abril de 2011

Tiago Cardoso está pronto para as responsabilidades das semifinais

Tiago Cardoso, 26 anos, iniciou a carreira na equipe do Tiradesntes, de Altos, sua cidade natal, no Piauí. E desde cedo já sabia que queria ser goleiro. Mesmo sendo o dono da bola, tirava o time e corria para debaixo das traves. “Lá, na rua onde eu morava, participava da escolha dos jogadores e ia para gol. Nunca tive interesse de jogar na linha.”, recordou Tiago.

Antes de ser alçado ao posto de ídolo do Santa Cruz, ele lembra que precisou “ralar” um bocado. “Passei os anos de 2003 e 2004 como terceiro goleiro no Atlético Paranaense. Somente em 2005, é que terminei o ano como titular. E antes tinha passado por vários clubes. Rodei bastante antes de chegar ao Recife”, contou o camisa 1 do Tricolor.

E antes mesmo de desembarcar na capital pernambucana, Tiago diz que já tinha ouvido falar do Santa Cruz. “O Brasil todo sabe quem o Santa Cruz, principalmente pela presença de sua torcida. E foi o projeto de resgate do clube que encantou e me fez acertar com o clube. Tinha recebido até outros convites, mas dei preferência ao Santa”, acrescentou.

Aos poucos e com defesas precisas, Tiago foi desenvolvendo sua identidade com a massa tricolor. Fica orgulhoso quando escuta o som do seu nome ecoar no Mundão do Arruda. “Tudo se deve a muito trabalho. Nesta reta final de campeonato sei que a responsabilidade só aumenta. Procuro divídi-las com meus companheiros. Agora, é jogo de mata-mata”, frisou o arqueiro.

Avesso aos gritos quando os adversários rondam sua área, Tiago opta pela concentração. “Não sou muito de falar. Só faço isso quando necessário. Prefiro estar focado no jogo, atento aos lances. Faço oração para ter paz no coração e fazer bons jogos. Para esses dois jogos da semifinal, por exemplo, vou procurar dar o máximo e ficar concentrado”, completou o pai de Ana Júlia, de 4 anos, e Tiago, de apenas quatro meses.



Da redação do DIARIO DE PERNAMBUCO.

Nenhum comentário:

Postar um comentário