WEB RÁDIO

quarta-feira, 20 de março de 2019

Em seu primeiro mandato, André Ferreira é eleito líder do PSC na Câmara


Em apenas 45 dias do seu primeiro mandato na Câmara Federal, o deputado André Ferreira mostrou um amplo poder de articulação e foi eleito líder do PSC na Casa. Já ambientado na Capital Federal, André usou a experiência do diálogo dos mandatos como vereador e deputado estadual para conquistar o cargo, geralmente ocupado por parlamentares com mais tempo de Câmara. 
“Estou muito feliz com a indicação dos meus colegas de bancada. Principalmente por, já no segundo mês do primeiro mandato, conquistar um cargo tão importante como esse. Não tive como negar o convite. Agora é trabalhar para retribuir a confiança em mim depositada”, destacou André. 
Após a escolha, por unanimidade, André conduziu a reunião com os parlamentares, quando debateram a pauta da semana e, também, começaram a discutir a posição do PSC em relação às reformas que o País precisa.
“Temos que promover amplo debate sobre as reformas necessárias para o Brasil. Enfrentaremos uma série de desafios nos próximos anos e temos que ter serenidade para encontrar o melhor caminho para o País”, afirmou André, que comandará uma bancada de nove deputados. 
O principal desafio é a Reforma da Previdência, enviada ao Congresso Nacional pelo Governo Federal.  Apesar de a tramitação ainda estar no início, o PSC já deu início aos debates internos para buscar consensos na bancada para os temas da reforma.
“As discussões ainda estão no princípio. Queremos uma reforma que acabe com os privilégios e não penalize quem mais precisa. E só há um caminho para chegarmos a um bom termo que é o diálogo. E isso o PSC já vem praticando. É dessa forma que vamos conduzir a bancada, buscando sempre o consenso”, afirmou André Ferreira.
No comando da bancada, André Ferreira terá assento no colégio de líderes que, entre outras atribuições, define a pauta dos projetos que vão ao plenário. Também poderá indica os integrantes do partido nas comissões, bem como terá direito de usar a palavra no plenário da Casa, entre outros direitos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário