WEB RÁDIO

domingo, 11 de agosto de 2019

Várias cidades brasileiras podem ter falta de água no futuro




Um estudo global que mapeou 189 países revela que várias cidades brasileiras correm o risco de ficar sem água no futuro.

No mapa de alerta aparecem as capitais Fortaleza e Recife; as cidades de Petrolina, em Pernambuco, e Juazeiro, na Bahia; como risco extremamente alto de estresse hídrico.

A lista ainda inclui Brasília e as capitais São Paulo, Rio de Janeiro e Vitória na categoria de risco alto.

Apesar do resultado, o estudo mostra que o Brasil possui muitas regiões com água e está na posição de número 116, entre as 189 nações pesquisadas.

No entanto, a distribuição do recurso é desigual no País e a preocupação é com locais com concentração de população e de produção industrial e agrícola, onde a demanda pelo recurso é maior.

De acordo com o levantamento, publicado no Correio Braziliense, em 17 países, onde vive um quarto da população mundial, a chance de ocorrer estresse hídrico é extremamente alta.

Na avaliação global, o maior risco é concentrado na África, em regiões desérticas onde as condições naturais são de pouca água.

O estudo conclui que é possível reduzir ou reverter o problema com planejamento, restauração florestal, investimento em infraestrutura natural e o uso de tecnologias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário