WEB RÁDIO

sexta-feira, 18 de outubro de 2019

ATIVISTA DA CAUSA ANIMAL EM PERNAMBUCO COBRA MEDIDAS URGENTES DO GOVERNO DO ESTADO



O ativista da causa animal em Pernambuco e presidente da ONG ANIMAL NÃO TEM FRONTEIRA, Douglas Pereira de Brito, vem respeitosamente fazer um apelo ao senhor Governador do Estado, Paulo Câmara, para que em ação conjunta com o IBAMA e prefeituras dos municípios litorâneos de Pernambuco, possam formar uma força tarefa para realizar medidas URGENTES e eficientes de contenção, coleta e monitoramento permanente do surgimento deste óleo em nossas praias e Apas Marinhas;

REQUEREMOS ainda, que tanto o Governo do Estado, como o IBAMA e a MARINHA expliquem as ações concretas de cada pasta para conter o que consideramos uma devastação sem precedentes, por entendermos que a destruição da vida marinha compromete a subsistência de populações que dependem da pesca e do turismo sustentável de nosso litoral pernambucano.

Por fim, ante a evidente situação de perigo ambiental marinho que o Estado de Pernambuco está passando, APELAMOS ao senhor Governador que decrete estado de calamidade pública para liberação de recursos para realização de ações eficientes para conter o dano ambiental marinho de graves proporções que estamos assistindo acontecer de mãos amarradas.

Jaboatão usa drone para monitorar surgimento de manchas de petróleo em praias

Foto: Chico Bezerra/PJG

O aparecimento de manchas derivadas de petróleo em praias do Litoral Sul de Pernambuco fez aumentar o alerta para o risco de outros locais serem atingidos nos próximos dias. Em Jaboatão dos Guararapes, a fiscalização da Secretaria Executiva de Meio Ambiente e Gestão Urbana está sendo realizada diariamente nos oito quilômetro das orlas de Piedade, Candeias e Barra de Jangada. Além dos fiscais de meio ambiente, também estão sendo utilizados drone e quadriciclo para identificar com antecedência algum material que se aproxime da costa. A maior preocupação se dá com o risco de os resíduos chegarem à foz do Rio Jaboatão e nos arrecifes. Além disso, esse é o período de desova de tartarugas e as praias de Jaboatão estão entre os principais pontos do Estado.

Na última terça-feira (15), o prefeito Anderson Ferreira já havia feito o alerta sobre a possibilidade de o litoral pernambucano ser atingido e cobrou do Governo Estadual que tomasse uma atitude. Dois dias depois, surgiram grandes volumes na costa do Estado. “Desde que começaram a surgir essas manchas, nos preocupamos com o risco ao meio ambiente e não víamos ações efetivas do Governo do Estado. Tanto que não evitaram que os resíduos chegassem às praias do Litoral Sul”, disse o gestor.

O monitoramento feito pelos fiscais de meio ambiente é feito 24 horas por dia, nos oito quilômetros da orla jaboatonense. O drone utilizado tem um alcance de oito quilômetros e pode chegar a atingir velocidade de 72 km/h. O equipamento sobrevoa o mar para monitorar as possíveis manchas de petróleo.

Também foram firmadas parcerias com pescadores e marinas do município, para comunicarem à Prefeitura do Jaboatão, caso avistem manchas no mar. Os barcos poderão utilizar redes de pesca distribuídas pela Secretaria de Meio Ambiente para arrastar os resíduos até locais onde a remoção possa ser feito com mais facilidade.

Havendo a coleta, o material será destinado a um aterro sanitário que receba resíduos perigosos. A Secretaria também já teve a garantia do Centro Nacional de Riscos e Desastres. Caso algum morador encontre material na praia, pode ligar para os números (81) 99975-5886 / 99291-3767 ou 0800 644 0199.

quinta-feira, 17 de outubro de 2019

Jaboatão abre seleção simplificada com 116 vagas nas áreas de Saúde e Educação



A Prefeitura do Jaboatão dos Guararapes abriu inscrições para duas seleções simplificadas, nas áreas da Educação e Saúde. Ao todo, serão oferecidas 116 vagas para contratação de auxiliares de apoio pedagógico, médicos e condutores socorristas. Os interessados podem se inscrever até o dia 10 (Saúde) e 11 (Educação) de novembro. O valor da inscrição varia de acordo com a vaga e o grau de instrução (nível médio ou superior), indo de R$ 40 a R$ 60. O cadastramento deve ser feito pela internet, no site do Instituto Darwin (https://institutodarwin.org/concursos).

Estão disponíveis 25 vagas para médico de estratégia de saúde da família, com remuneração de R$10.904,42, referente à carga horária de 40 horas semanais. Há, ainda, quatro vagas para médico psiquiatra, uma vaga para médico psiquiatra infantil e duas vagas para médico ginecologista/colposcopista, com salário de R$5.452,21, e jornada de trabalho de 20 horas por semana. Para condutor socorrista, estão disponibilizadas 26 vagas, com remuneração de R$ 1.390,31, e plantão de 12h por 36h.

Já no setor educacional, foram abertas 58 vagas para auxiliar de apoio pedagógico para estudantes com deficiência e Transtorno do Espectro do Autismo. A jornada de trabalho é de 40 horas semanais e remuneração de R$ 998.

Os candidatos que desejarem concorrer às vagas reservadas a pessoas com deficiência deverão, no ato da inscrição, declarar essa condição e especificar sua deficiência. Foi disponibilizado um ponto de atendimento presencial no Palácio da Batalha, localizado na Avenida Barreto de Menezes, 1648, no bairro de Prazeres, para que os candidatos possam realizar suas inscrições presencialmente e/ou esclarecer eventuais dúvidas.

quarta-feira, 16 de outubro de 2019

Bomba!! Goleiro Mailson do Sport está fora da Série B 2019

Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press


O goleiro Mailson, titular absoluto da equipe na Série B do Campeonato Brasileiro deste ano, foi diagnosticado com um estiramento no ligamento cruzado do joelho direito e está fora da temporada 2019.

O atleta se chocou com o zagueiro Adryelson no jogo contra o Cuiabá, na última segunda-feira.

Segundo o médico do Sport, Raul Lins, ele se apresentou com um edema no joelho nesta quarta-feira, e depois de realizar um exame de imagem o diagnóstico foi confirmado.

A lesão a princípio não terá indicação cirúrgica, será feito um tratamento conservador.

Os goleiros Luan Polli e Felipe Garcia estão a disposição do técnico Guto Ferreira para o restante do Campeonato. 

terça-feira, 15 de outubro de 2019

Anderson Ferreira vê omissão do Governo do Estado sobre poluição

Foto: Matheus Britto/PJG

Pernambuco é um dos nove estados nordestinos que teve praias atingidas pelas manchas de petróleo, desde setembro. No entanto, não se vê iniciativa do Governo Estadual em defesa dos municípios afetados. A observação é feita pelo prefeito do Jaboatão dos Guararapes, Anderson Ferreira, que está preocupado com o risco de a orla da cidade - e até mesmo os rios - serem tomados pela poluição. Ele lembra que a Bahia já decretou estado de emergência e em Sergipe foi dado prazo ao Governo Federal para encontrar uma solução para evitar a chegada de mais manchas. Por isso Anderson vê omissão por parte do governador Paulo Câmara.

“O País todo está atento ao que está acontecendo nas praias do Nordeste, mas em Pernambuco nossas autoridades estaduais estão omissas. Estamos no período de desova das tartarugas, temos rios desembocando no mar e uma vida marinha incrível que está correndo risco. E qual a atitude que o governador Paulo Câmara tomou? Até agora está omisso. É uma situação preocupante e estou cobrando responsabilidade do Estado”, dispara Anderson Ferreira. No Jaboatão, a fiscalização é realizada diariamente pela Superintendência de Meio Ambiente, ao longo dos oito quilômetros de orla.

O prefeito jaboatonense diz que é preciso que o Governo volte as atenções para o que está acontecendo, “porque não existe orientação de como os moradores da orla possam lidar com esse problema”. “Essas manchas de petróleo, além de causarem crime ambiental, atingem diretamente a economia, causando prejuízos aos setores da pesca e turismo”, comenta.

Nos nove estados do Nordeste, 166 localidades de 72 municípios apresentam manchas de petróleo. Em Pernambuco, foram registrados casos no Recife, Goiana, Ipojuca, Tamandaré, Cabo de Santo Agostinho, Paulista, Itamaracá, Olinda e São José da Coroa Grande.

segunda-feira, 14 de outubro de 2019

Fraude: Justiça condena mulher que recebeu pensão da PBPrev por 18 anos



A juíza Andréa Carla Mendes prolatou sentença condenando a ré Maria Gerusa Cavalcanti Brito a uma pena de quatro anos e cinco meses e 10 dias de reclusão, em regime semiaberto, além de 50 dias-multa. Ela é acusada pelo Ministério Público de ter recebido, mediante fraude, dos cofres da PBPrev, a quantia de R$ 1.201.312,10, referente ao período de abril de 1994 a maio de 2012. A decisão foi proferida nos autos da ação nº 0098830-98.2012.815.2002, em tramitação na 1ª Vara Criminal da Comarca da Capital.

Conforme consta nos autos, em março de 2010, a PBPrev bloqueou todos os benefícios percebidos por segurados com idade superior a 90 anos, passando a exigir um recadastramento de todos aqueles que se enquadrassem em tal condição etária. Com isso, foram bloqueados os proventos em nome de Emiliana Jácome Vieira, que era pensionista. Ao perceber que os proventos de aposentadoria da citada beneficiária haviam sido bloqueados, a acusada Maria Gerusa compareceu na PBPrev, munida de uma procuração pública, no afã de realizar o recadastramento.

Ela foi informada pela PBPrev que a atualização dos dados só poderia ser feita mediante comparecimento pessoal da segurada ou agendamento de visita domiciliar de médico oficial. A acusada disse que não seria possível a visita domiciliar, tampouco o comparecimento pessoal exigido, em razão da segurada residir em Brasília, sendo informada que, por cautela, a diligência seria repassada ao Instituto de Previdência dos Servidores do Distrito Federal para que este procedesse com o recadastramento da beneficiária, in loco.

Ainda de acordo com a denúncia do MP, o citado instituto, com sede em Brasília, não obteve êxito na diligência, informando, através de relatório enviado à PBPrev, que a mencionada pensionista não existia, vez que não residia tal pessoa no endereço fornecido pela ré. De posse de tal informação, a PBPrev exigiu que a segurada fosse apresentada às dependências da entidade, de modo que, em 29 de junho de 2010, uma pessoa, de cadeira de rodas, dizendo-se ser Emiliana Jácome Vieira, compareceu ao citado local, em companhia da acusada, então, sua procuradora, apresentando vários documentos pessoais como RG, CPF e comprovante de residência, sendo, de pronto, examinada pelo perito oficial da PBPrev, que, ao final, atestou pelo perfeito estado de higidez mental da periciada.

Continuando na denúncia, o Ministério Público afirma que algum depois da perícia, ou seja, quando tudo parecia ter sido normalizado, a PBPrev recebeu informações emitidas pelo secretário da Receita Estadual de que a aludida beneficiária constava nos cadastros da receita como falecida desde 19 de março de 1994, levantando-se, novamente, a suspeita de que a acusada recebia os proventos de forma indevida, lesando os cofres públicos.

A defesa da acusada, por ocasião da apresentação das alegações, alegou os seguintes vícios ocorridos durante a fase de inquérito, que tornam nulo todo o procedimento investigativo e, consequentemente, não podem ser usados para fins de fundamento de eventual condenação: ausência de defensor constituído para acompanhar o interrogatório da ré perante a autoridade policial; o termo de depoimento deveria ter sido assinado por duas testemunhas; e ausência de relatório ao final da conclusão das investigações. 

Ao analisar o mérito, a juíza destacou que a alegação da defesa técnica de que não há prova dos fatos narrados na denúncia e mesmo que haja, não há prova do dolo da ré em causar prejuízo alheio, chega à beira do delírio. “Significa aceitar que por 18 anos a fio a acoimada recebia sem nenhuma intenção de causar prejuízo quantias altas em proventos de aposentadoria que nunca lhes pertenceram”, ressaltou.

Segundo a magistrada, a acusada agiu de forma livre e consciente, com a intenção de receber, a todo custo, o benefício previdenciário de pessoa morta, chegando, inclusive, a telefonar para a PBPrev ameaçando de processar o presidente do órgão caso não fosse efetivado o desbloqueio. “Os autos demonstram que a audácia da estelionatária ré não tinha limites e por muito pouco não conseguiu permanecer após 19/06/12 fraudando os cofres públicos, portanto, causando prejuízo a sociedade como um todo”, arrematou.





Fonte: Portal WSCOM

Alunos de Jaboatão assistem jogo a convite da CBF

Foto: Chico Bezerra/PJG


O jogo entre as seleções do Brasil e Japão sub-23, disputado na Arena Pernambuco, nesta segunda-feira, foi um momento especial para um grupo de 101 alunos da rede municipal do Jaboatão dos Guararapes. 

A convite da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) eles puderam vislumbrar que um dia poderão pisar no gramado de um estádio. Os estudantes fazem parte do programa Revelando Craques, numa parceria entre a Prefeitura do Jaboatão e a ONG Atletas para Sempre, e puderam ver de perto jogadores que até pouco tempo também sonhavam em serem atletas profissionais.

A partida contra os japoneses foi a segunda disputada em Pernambuco como preparação para o torneio pré-olímpico, que acontecerá em janeiro de 2020. O Brasil brigará por uma vaga na Olimpíada de Tóquio, que acontecerá ano que vem.
Antony Carlos, estudante do 7º Ano da Escola Municipal Luiz Gonzaga, aproveitou a oportunidade para ver os jogadores da Seleção de perto. "Estou muito feliz em poder assistir ao jogo. Para a gente que faz parte do projeto e joga futebol é uma oportunidade única acompanhar os jogadores que estão na Seleção Brasileira", pontuou. 

“Fiquei muito contente em assistir ao jogo da Seleção Brasileira com os meus colegas. Foi a primeira vez que tive a oportunidade de acompanhar um jogo de futebol no estádio e de ver os jogadores de perto", comentou Elton John da Silva, estudante do 5º Ano da Escola Municipal Professora Tecla Teixeira de Arruda.




O convite aos 101 estudantes partiu da CBF que, ao marcar os dois jogos da Seleção Brasileira sub-23 em Pernambuco, tomou conhecimento do programa Revelando Craques. O objetivo foi incentivar os garotos que praticam futebol a manterem viva a esperança de serem jogadores.

O programa promovido pela Prefeitura do Jaboatão não se resume à pratica esportiva, mas formar cidadãos, como relata o prefeito Anderson Ferreira. “Já observamos resultados importantes na vida desses meninos, tanto no rendimento escolar como no convívio famíliar. Essa experiência de acompanhar de perto uma partida de futebol na Arena é uma forma de estimular ainda mais essa garotada para que não desistam dos seus sonhos”, destacou o gestor.

IDOSAS SÃO PRESAS QUANDO ESTAVAM DANDO ENTRADA PARA REGULARIZAR CPF USANDO DOCUMENTOS FALSOS

Ismerinda de Souza (68 anos)


PRIMEIRO CASO – CARUARU – 03/10/2019

A Polícia Federal procedeu a atuação em flagrante no dia 03/10/2019 por volta da 14:30h de ISMERINDA DE SOUZA, 68 anos, doméstica, natural de Santa Maria/RN e residente em Riacho das Almas/PE. –(não possui antecedentes criminais), JOSÉ ROBERTO PEREIRA, 47 anos, comerciante, natural de Caruaru/PE e residente no Bairro Serra Verde-Caruaru/PE-(possui antecedentes criminais – já foi preso por duas vezes por porte ilegal de arma de fogo) e MARCIANE CIQUEIRA MONTEIRO, 31 anos, doméstica, natural de Paulista/PE e residente no Bairro Serra Verde-Caruaru/PE. –(não possui antecedentes criminais)

As prisões aconteceram quando servidores da Receita Federal de Caruaru/PE ao atender a idosa (ISMERINDA) percebeu que a Carteira de Identidade utilizada para regularizar um CPF suspenso era oriunda do Rio Grande do Norte, motivo pelo qual havia um registro de alerta para que sempre fosse averiguado com cautela tais documentos, haja vista que em 12 fevereiro de 2016 cerca de 2.880 cédulas foram furtadas da Direção Geral do Instituto Técnico-Científico de Polícia-ITEP/RN. Ao ser analisado o documento e tendo a idosa não sabendo informar o nome de sua mãe e nem o município onde nasceu, constatou-se que realmente era falso, o serviço de segurança foi acionado e a falsária detida. 

Também foram detidos um homem (JOSÉ) e uma mulher (MARCIANE) que estavam acompanhando a idosa e ficaram fora da agência esperando-a sair. Ao ser abordado o homem tentou evadir-se do local, mas foi detido e se apresentou como sendo policial federal e a mulher disse que apenas estava acompanhando a sua vizinha idosa. A idosa já tentou também aplicar o mesmo golpe nos estados do RN. CE e PB.

Em seguida todos foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Federal em Caruaru/PE, onde acabaram sendo a idosa autuada pela prática do crime tipificado no artigo 304 do Código Penal (uso de documento falso) e caso seja condenada poderá pegar penas somadas variam de 2 a 6 anos de reclusão. Já o casal foi autuado pelo crime contido no artigo 288 do Código Penal (associação criminosa) e caso sejam condenados poderão pegar penas que variam de 1 a 3 anos de reclusão. Ambos pagaram fiança e foram liberados Na audiência a idosa teve a sua prisão preventiva confirmada e foi encaminhada para a penitenciária feminina em Buíque/PE onde ficará à disposição da Justiça Federal.



Antônia Maria Batista Pequeno (68 anos)


SEGUNDO CASO – LIMOEIRO – 11/10/2019

A Polícia Federal procedeu a atuação em flagrante no dia 11/10/2019 por volta da 10h de MARIA LUIZA PINHEIRO, 31 anos, vendedora autônoma, natural de Parnamirim/RN e residente em Mamanguape/PB, VILENE DA SILVA PEREIRA ANDRADE, 34 anos, agricultor, natural de Caetés/PE e residente em Mamanguape/PB e ANTONIA MARIA BATISTA PEQUENO, 68 anos, desempregada, natural de Bananeiras/PB e residente em Guarabira/PB.

As prisões aconteceram quando servidores da Receita Federal de Limoeiro/PE ao atender a idosa (ANTONIA) perceberam que a Carteira de Identidade utilizada para regularizar um CPF suspenso era oriunda do Rio Grande do Norte, motivo pelo qual havia um registro de alerta para que sempre fosse averiguado com cautela tais documentos. Ao ser analisado o documento, constatou-se que realmente era falso, a Polícia Civil  foi acionada e a falsária detida. 

Também foram detidas duas mulheres (VILENE) e (MARIA) que estavam acompanhando a idosa e possuíam documentos falsos com fotos da idosa e um motorista de taxi com placas de Mamanguape/PB. Ao serem abordados e entrevistados todos entraram em contradições e foram encaminhados para a Superintendência da Polícia Federal que fica localizada no bairro do Recife Antigo/PE. Além da Carteira de Identidade falsificada também foram apreendidos 03 (três) aparelhos celulares, carteiras de trabalho, cartões de bancos, além de outros documentos com sinais de falsificação.

As três mulheres foram autuadas pela prática do crime tipificado no artigo 297 do Código Penal (falsificação de documento público) e caso sejam condenadas poderá pegar penas somadas variam de 2 a 6 anos de reclusão. 

Já o motorista foi ouvido em inquérito policial e liberado em seguida, haja vista não ficar comprovada a sua participação no crime. Na audiência a idosa teve a sua prisão preventiva confirmada e foi encaminhada para a Colônia Penal Feminina, onde ficará à disposição da Justiça Federal e as duas suspeitas pagaram fiança e foram liberadas Em seus interrogatórios MARIA informou que apenas estava acompanhando a idosa, mas que já havia sido detida em Guarabira/PB com ela numa mesma ocorrência na Polícia Civil. 

Já VILENE também informou que estava apenas acompanhando a idosa e que não sabia de suas práticas criminosas.




Com informações da Assessoria de Comunicação da PF