WEB RÁDIO

segunda-feira, 11 de maio de 2020

Governo de Pernambuco proíbe circulação de pessoas com adoção de medidas restritivas no Recife e mais quatro cidades da RMR.




O governo do estado de Pernambuco decretou no final da manhã desta segunda-feira (11), novas medidas de quarentena no Recife, Olinda, Jaboatão dos Guararapes, Camaragibe e São Lourenço da Mata a partir do próximo sábado (16).

A medida a princípio terá duração de 15 dias com determinação de uso obrigatório de máscaras. Restrições de trânsito de veículos e pessoas vão ser adotadas. 

Durante esta semana estará vigorando um período educativo nas cidades até a próxima sexta-feira (15).

Mesmo não usando o termo "lockdown", o governo diz que o decreto de quarentena proíbe que pessoas saiam de casa sem necessidade.

A circulação de pessoas fica proibida, exceto para atividades essenciais, tendo o cidadão a obrigação  de portar documento de identificação e justificativa de destino e finalidade para a saída.


Rodízio de veículos

Será implantado rodízio de veículos nas cidades, similar ao realizado em São Paulo. Nos dias pares, com circulação para veículos com placas terminadas em número par. Nos dias ímpares, os que tem as placas terminadas em número ímpar.

Estão excluídos do rodízio táxis e ônibus, além dos utilizados por profissionais de saúde, segurança, Defesa Civil e de uso oficial. Também não são incluídos no rodízio os serviços essenciais, como abastecimento de água e gás, energia, Correios, imprensa, produtos alimentares, funerárias, obras, coleta de lixo, guincho e ambulâncias.

Os profissionais devem apresentar crachá, carteira de trabalho ou aplicativo para comprovar que podem circular.

Vão ser implantados pontos de bloqueio nos cinco municípios, com recomendação para retorna e possível apreensão e remoção de veículos sem autorização para transitar.


Uso obrigatório de máscaras

Toda a população passa a ser obrigada a utilizar máscaras. Caso pessoas sejam flagradas em estabelecimentos comerciais ou transporte público sem o equipamento de segurança, a empresa pode ser multada. 

O cidadão que circular em via pública sem máscara vai ser orientado a retornar para casa.

As máscaras já eram exigidas para quem atuava em serviços essenciais, como o comércio, desde o dia 27 de abril.



Nenhum comentário:

Postar um comentário