WEB RÁDIO

terça-feira, 7 de julho de 2020

AMAPE é contra projeto que tramita na ALEPE


A Associação dos Motoristas e Motofretistas por Aplicativos de Pernambuco, AMAPE, é contra ao projeto de lei 1.173/2020, de autoria do deputado estadual Claudiano Martins Filho (Progressitas), que obriga a instalação de barreiras de proteção em táxis, ônibus e veículos de aplicativos.

De acordo com a entidade, o projeto nasce há mais de três meses após o início da pandemia causada pelo Novo Coronavírus, sendo considerado pela entidade fora de hora e oneroso.

Segundo o presidente da entidade, Thiago Silva, a proposta vai trazer mais uma despesa para o motorista, que vem sofrendo há 4 anos com as baixas tarifas praticadas pelas empresas de aplicativos. “A demanda caiu da origem de 90% e as corridas tem o valor muito baixo. A receita tem diminuído dia após dia. Então, qualquer tipo de despesa que venha a onerar ainda mais o bolso do motorista, faz com que essa conta não feche”.

Ainda de acordo com Silva, o legislativo e o executivo deveriam ter se preocupado com os motoristas de aplicativos, desde o início da pandemia. “Mandamos ofício para o Governo do Estado e para a Prefeitura do Recife, através da CTTU, solicitando máscaras, álcool em gel e cestas básicas. Sequer deram resposta”, disse.

Uma consulta pública está sendo feita no site da ALEPE e a grande maioria das pessoas que já votaram, consideram o projeto “desnecessário e oneroso”. A votação está disponível no endereço: http://www.alepe.pe.gov.br/enquetes/

4 comentários:

  1. Sou totalmente contra esse Projeto de lei.

    ResponderExcluir
  2. Esse professor Tiago é um oportunista, fala em nome de todos os motoristas sem sequer ter sido eleito para tal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc não sabe nem o que diz. Thiago Silva é o representante legítimo dos motoristas de app e conforme o estatuto da Amape, eleito presidente da entidade conforme a lei e registrado em cartório. Também é o único que luta pela categoria dentro do nosso Estado. Se tem algum outro que faça algo nos avise. Até agora não conheço.

      Excluir
  3. Hummm, nao entendo so uma coisa, pq nao mostra quem é, tiago foi oportunista como qualquer um seria na sua situação, porem e burro pra cacete, ja perdeu o açoio de muitos q achava q ele era a mudança. O meu ele perdeu devido as cobranças sempre querendo tirar dinheiro do motorista. Cobarando ate a feijoada no dia da festa do sindicato da amape.resulmindo ele mostrou sua garra mesmo antes de entrar nos orgao público.

    ResponderExcluir