WEB RÁDIO

quinta-feira, 17 de dezembro de 2020

Jaboatão entrega lojas colaborativas a empreendedores da economia solidária


A Prefeitura do Jaboatão dos Guararapes entregou, nesta quinta-feira (17), três lojas colaborativas a artesãos da economia solidária do município, onde 55 grupos irão expor e comercializar produtos, entre os quais: artesanatos, bijuterias, doces, cosméticos, vestuário, artigos de decoração e de cama, mesa e banho. 

As unidades, no formato de containers, foram entregues em regime de comodato e estão instaladas nos bairros de Prazeres, Jaboatão Centro e Cavaleiro. Todos os empreendedores participaram do programa Jaboatão Gerando Renda Solidária, que promoveu cursos de capacitação e orientações, num convênio entre a prefeitura e Ministério da Cidadania, no valor de R$ 1,5 milhão. “Criamos o programa Jaboatão Gerando Renda Solidária e capacitamos as pessoas para que pudessem produzir e montar seus próprios negócios. 

A entrega das lojas colaborativas é a última fase do programa, com todos esses empreendedores preparados para seguir novos caminhos”, disse o prefeito Anderson Ferreira, durante o ato de inauguração da unidade localizada na Avenida Barreto de Menezes, em Prazeres. Os cursos de qualificação e seminários temáticos envolvem aulas nas áreas administrativa, financeira, contábil, jurídica, marketing e design. “Muitas pessoas fazem seus produtos de forma artesanal, mas não sabem empreender. Os cursos têm justamente a finalidade de transformar o artesão num empreendedor”, acrescentou Anderson Ferreira. 

 A escolha dos locais para instalar as lojas teve como critério a grande movimentação do comércio. Os equipamentos têm vitrine, expositores, mobiliários, sala e sistema de ar-condicionado para garantir conforto aos empreendedores e clientes. As lojas colaborativas funcionam de segunda a sábado, das 9h às 17h, e aos domingos, das 9h às 13h. Artesã desde os 14 anos, Laudinéia Lira, moradora do bairro de Cajueiro Seco, disse ter encontrado na iniciativa um caminho para aumentar a geração de renda. “Nada disso teria sido possível sem o apoio da prefeitura, que até com auxílio para o transporte nos ajudou. Muitos de nós são artesãos desde pequenos, pessoas de grande talento, que agora estão tendo a oportunidade de divulgar seus trabalhos para o grande público e, claro, melhorar a renda”, afirmou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário