WEB RÁDIO

sexta-feira, 17 de dezembro de 2021

Suspeito de invadir Instagram de juíza é descoberto por perito

 


Em virtude da proximidade do período natalino, as pessoas estão realizando compras para presentear seus familiares, ou a si mesmo, adquirindo objetos de desejo, e, portanto, procuram ofertas atrativas, principalmente na Internet.

Da mesma forma que as vendas aumentaram nesse período, o número de golpes pela Internet também aumentou consideravelmente.

No último dia 11 de dezembro de 2021, às 19:30, a Juiza do Trabalho Roberta Araujo foi vítima de uma ação de hackers e sofreu uma invasão em sua conta do Instagram que conta com mais de 21 mil seguidores. 

De acordo com a magistrada, foram realizados diversos contatos e procedimentos junto ao Instagram para recuperar a conta, mas não houve retorno do Instagram. 

Em posse da administração da conta, os invasores passaram a comercializar eletrodomésticos, iPhones e outros produtos, na página da juíza e infelizmente muitas pessoas foram vítimas do golpe, realizando depósitos e transferências, através de PIX.  

Dezenas de pessoas começaram a telefonar, solicitando informações sobre os produtos adquiridos.

Quando as vítimas enviavam o comprovante dos depósitos pelo direct (onde negociavam a compra), eram imediatamente bloqueadas.

Sem acesso a conta e com suas imagens, vídeos e mensagens sob o poder e controle dos criminosos, a juíza do trabalho e professora universitária Roberta Corrêa de Araujo procurou o Presidente da Academia Brasileira de Ciências Criminais, Cristiano Carrilho, que designou o perito  paulista Thiago Pereira, professor/membro associado da Academia Brasileira de Ciências Criminais - (ABCCRIM),  Perito Judicial e Extra Judicial especialista em Investigação Digital, que apurou, segundo as informações enviadas pelo e-mail de segurança da mídia social do Instagram security@mail.instagram.com, que o código de  identificação da conta no Instagram e o número de telefone da vítima foram trocados. 

Com base nessas informações, coletadas pela Juíza e pelo o perito, a  Presidente da Comissão de Crimes Cibernéticos da  Academia Brasileira de Ciências Criminais, a advogada Ana Paula Canto de Lima protocolou, na quarta-feira 15/12, uma tutela cautelar antecedente requerendo que o Facebook (Instagram) devolva o acesso da conta à Juíza da Justiça do Trabalho, Roberta Araújo. Houve ainda requisição para que o magistrado determine multas diárias para o caso de descumprimento da decisão.  

Centenas de seguidores estão sendo vitimados com golpes praticados na conta do Instagram, em nome da Juíza, vítima do golpe, razão pela qual ela decidiu denunciar os fatos à imprensa, com o objetivo de alertar aos usuários das redes sociais sobre o golpe e a forma de agir dos criminosos, evitando assim que mais pessoas sejam vítimas desse golpe.

Um comentário: