WEB RÁDIO

sexta-feira, 20 de maio de 2022

Prefeitura do Jaboatão realiza atividades em alusão ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

  

Foto: Chico Bezerra/PJG

Em alusão ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes lembrado na última quarta-feira (18), a Prefeitura do Jaboatão dos Guararapes realizou várias ações de sensibilização ao tema. Durante todo este mês foram realizadas abordagens com foco na importância da denúncia a ser feita pela população. Para além dos espaços públicos, também houve iniciativas nas escolas municipais e policlínicas, onde, por meio dinâmicas e linguagem lúdica, foram abordadas com as próprias crianças as formas de abuso e como se proteger.

Nesta sexta-feira(20), no período da manhã, uma equipe da Secretaria Executiva de Assistência Social realizou, no Mercado das Mangueiras, em Prazeres, uma atividade de abordagem dirigida. O objetivo da ação foi conscientizar a população e divulgar os canais de denúncia contra o abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes. “Achei super importante essa conversa que eu tive aqui. É necessária a divulgação para informar tanto as crianças e adolescentes, como os responsáveis, sobre o que podemos fazer para que esse crime não aconteça. Vou guardar este panfleto e vou alertar a pessoas da minha comunidade”, pontuou Luiz Henrique, morador de Barra de Jangada. 

“A visibilidade do mês de maio está integrada aos serviços que são ofertados todos os dias pela rede de proteção social do Jaboatão dos Guararapes, a qual é composta por sete Conselhos Tutelares, 12 Centros de Referência da Assistência Social (CRAS) e dois Centros de Referência Especializados de Assistência Social (CREAS) e diversas organizações parceiras que, junto com a administração municipal, ofertam à população atendimentos direcionados e executados por profissionais especializados e qualificados. É importante reforçar juntonàs pessoas que, assim que for identificada a violência sexual, antes de conversar com a vítima, é interessante entrar em contato com profissional que possa colaborar e dar o encaminhamento correto de acordo com o caso, de acordo com a Lei nº. 13.431/2017. Se identificarem qualquer situação de risco, é possível fazer a denúncia por meio do canal Disque 100. Lembramos que a ligação é gratuita”, pontuou a secretária municipal de Assistência Social e Cidadania, Mariana Inojosa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário