Parceiro

terça-feira, 2 de agosto de 2022

Prouni e Fies: especialista comenta programas e orienta estudantes para inscrição eficiente

Crédito: Freepik


O sonho de ingressar em uma faculdade e iniciar o contato com o mercado de trabalho com conhecimento acadêmico é uma realidade que está sendo possível neste mês de agosto para pessoas de baixa renda. É que estão abertas as inscrições para o Programa Universidade para Todos (Prouni), até a próxima quinta-feira (4), e para o Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies), de 9 a 12 deste mês.

Para quem fez o Enem e obteve o mínimo de 450 pontos, não tendo zerado a redação, é possível concorrer a uma bolsa total (100%) ou parcial (50%) do Prouni. Nesse último caso, é possível ainda financiar os 50% restantes pelo Fies, segundo orienta a Especialista em Prouni e Fies, Mariana Bandeira, da Faculdade Nova Roma (FNR).

Tanto o Prouni quanto o Fies têm o objetivo de facilitar o ingresso do estudante nas universidades privadas, a fim de desafogar as instituições públicas. Em caso de aprovação, todas as informações cadastradas no site de inscrição precisam ser comprovadas de forma presencial na instituição que o estudante tiver conseguido uma vaga. "Só se deve declarar o que for possível comprovar com documentação relacionada", como alerta Mariana Bandeira. Ela diz ainda que quem não for chamado em um primeiro momento deve ficar atento pois há várias chamadas, lista de espera e bolsa remanescente.

Para concorrer a uma das vagas, o candidato pode ter cursado o Ensino Médio em instituição pública e/ou privada, tendo sido bolsista ou não; não ter feito qualquer curso de nível superior e ter uma renda per capita (por pessoa) familiar de um salário mínimo (para bolsa total - 100%) ou de até três salários por pessoa (para bolsa parcial - 50%). "Para o Prouni, o estudante pode usar a nota de 2020 ou a de 2021, a que for maior, devido aos prejuízos ocasionados pela pandemia", orienta a especialista. Na Faculdade Nova Roma, onde atua, há vagas para ingresso de estudantes que querem optar pelos programas sociais. São mais de 100 vagas, disponíveis nas unidades do Recife e Caruaru.

Quem obtiver o benefício da bolsa parcial e optar pelo financiamento dos 50% remanescentes via Fies, as parcelas começam a ser pagas apenas com o término do curso. O candidato pode usar a nota do Enem a partir do exame de 2010 para concorrer e a renda per capita (por pessoa da família) deve ser de até três salários mínimos.

Pelo "acessounico.mec.gov.br", portal único de acesso ao Ensino Superior, o Ministério da Educação disponibiliza todos as formas de acesso à instituição privada - Prouni, Fies e Sisu. Então, ao invés do candidato acessar vários portais, basta acessar um, como orienta Mariana Bandeira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário